Dengue

A dengue é um dos males que afetam países de clima tropical, principalmente pela facilidade e ambiente propício para reprodução dos agentes transmissores, que são várias espécies do mosquito Aedes, principalmente os mosquitos Aedes Aegypti. É uma doença que tem sua prevenção amplamente divulgada em programas de saúde brasileiros.

Esta ampla moção para conseguir fazer com que as ocorrências da doença sejam minimizadas e o tratamento seja realizado corretamente se faz principalmente pelo fato de que ela pode trazer consigo diversas complicações ao organismo, tornando seu tratamento extremamente complicado e difícil de obter sucesso.

Introdução

A ocorrência da dengue em países de clima tropical se dá pelo fato de que as cidades são incrivelmente próximas a ambientes naturais que proporcionam ao mosquito a sua reprodução em abundância, e o desequilíbrio ecológico gerado pelas cidades tem sido cada vez mais fator determinante na proliferação da doença.

A prevenção é extremamente importância pelo risco que os pacientes infectados correm, em uma pequena proporção, de que a doença evolua para a dengue hemorrágica, causando uma série de complicações como o sangramento, a diminuição dos números de plaquetas sanguíneas, entre outros, podendo ser fatal.

Sintomas

A dengue tem uma apresentação geralmente assintomática na maioria dos casos, sendo que nessas ocasiões o paciente infectado pode vir a apresentar alguns sinais brandos, como a ocorrência de dores de cabeça e febre.

Os sintomas podem começar a aparecer no período de 3 a 15 dias após o contato com o vírus, fazendo com que seja necessário observar as pessoas que visitam áreas de alto risco dentro deste período.

As pessoas que apresentarem sintomas como a febre, algumas sensações físicas que são geralmente confundidas com a ocorrência de uma gripe em crianças, o vômito e a diarreia, podem estar entre os números mais raros que apresentam risco de morte, sendo absolutamente necessário o tratamento imediato.

Causas

Como a dengue é uma doença viral, suas causas estão basicamente com o contato do hospedeiro, principalmente o mosquito Aedes Aegypti, com o ser humano. A ocorrência da atividade dos mosquitos se dá geralmente durante o dia, sendo que os horários de pico se encontram pela manhã e ao entardecer.

Apenas uma única picada de um mosquito que esteja portando o vírus da dengue pode ser suficiente para que o ser humano contraia a doença, pois o vírus também se propaga por meio da saliva dos mosquitos, fazendo com que o risco de transmissão seja extremamente alto.

É importante também notar que a transmissão da dengue pode ser realizada por meio de contato com sangue e outros materiais infectados pelo vírus, como órgãos que passam pelo processo de doação, e a transmissão da dengue para o feto em portadoras do vírus que estão grávidas já tem ocorrências.

Tratamento

Atualmente, o ser humano não possui nenhum tipo de medicamento que seja de ação antiviral eficaz para o tratamento contra a dengue, por isso, o procedimento para que o tratamento obtenha sucesso envolve de forma crucial a hidratação do paciente para que ele consiga suportar os sintomas e combater a doença.

O atendimento médico assim que se apresentarem os sintomas é absolutamente crucial para que o curso da doença seja gerenciado, pois o médico especializado conseguirá identificar de forma correta os sintomas, determinando qual será o tratamento adequado, que pode envolver desde a hidratação via oral realizada na própria casa, até em casos extremos, a internação.

A administração de soro por via intravenosa é geralmente realizada para equilibrar os níveis de hidratação do paciente, mas lembre-se sempre que para as dores de cabeça e para os outros sintomas, que podem apresentar muito mais riscos para o paciente, a busca por um médico é de importância vital.

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading...

Este artigo foi lhe útil? Clique no G+1. É muito importante para nós!